10 coisas desconfortáveis que o farão um profissional melhor e mais feliz

A vida e o sucesso começam fora de sua zona de conforto – se atreva a fazer essas 10 coisas e se surpreenda com os resultados.

“Crescimento e conforto não coexistem” – Ginni Rometty

Não seria fantástico se o caminho para o sucesso e a felicidade fossem fáceis? Infelizmente, como todos sabemos, não é o caso. A realidade é que você só terá sucesso uma vez que você se forçar a fazer coisas que você não deseja. É verdade. Você já deve ter percebido, nosso cérebro funciona de um jeito que deixamos de lado alguma coisas que não nos sentimos confortáveis ao fazê-las, é preciso algum estimulo externo, na maioria das vezes. Em empresas, esse estimulo pode ser caracterizado pela ordem de um chefe, por exemplo. Mas quando você é freelancer, esse estimulo externo pode não existir, então você precisa se auto-estimular.

O ato de sair da nossa zona de conforto não é apenas vital para o nosso sucesso, mas também o nosso bem-estar e a capacidade de crescer como indivíduos também.
Com um pouco de compreensão e alguns pequenos ajustes, você pode se libertar e conseguir realizar tudo o que você anda idealizando e até mais do que isso. Então, saia da sua bolha e abrace os seguintes dez desafios:

1. Pergunte-se o que voce quer.

“Tudo o que você quer está esperando que você pergunte. Tudo o que você quer também quer você. Mas você tem que agir para que tudo aconteça. “- Jules Renard

Muitas vezes, as pessoas não conseguem o sucesso que querem simplesmente porque não estão dispostos a pedir isso. Claro, isso definitivamente requer alguma coragem porque enfrentamos a possibilidade de sermos rejeitados. Pergunte-se o que é o pior que pode acontecer. Se a resposta for um “não”, vá em frente, isso nunca deveria te impedir de fazer algo.

2. Levante cedo.

A menos que você seja naturalmente uma pessoa matutina, colocar o despertador para tocar mais cedo pode ser algo muito desconfortável e isso pode causar uma maldição de tédio e vontade de voltar pra cama na sua primeira manhã.

No entanto, a criação de algum tempo extra para o início dos seus dias pode valer a pena. Todos os grandes nomes, que vão de Bill Gates até Mark Zuckerberg juram que seus hábitos matinais são uma chave para o sucesso. E pesquisas acadêmicas mostram que aqueles que adotam rotinas matutinas têm uma maior “capacidade de agir para mudar uma situação para a própria vantagem”.Isso lhe dará uma oportunidade para se preparar mentalmente para o que está por vir, se exercitar, ter um almoço nutritivo (em vez de comer algo em movimento como muitos de nós) ou simplesmente aproveitar o tempo extra para fazer algo que você goste.

3. Diga não.

Pesquisas recentes mostraram que, quanto mais desafiador é para uma pessoa dizer não, mais provável é que ela se estresse facilmente.

Todos sabemos que “não” pode ser uma palavra poderosa, mas é uma palavra que você não deveria ter medo de usar e inclusive deveria usar com maior frequência.

 

Dizer não a novos pedidos ou convites ajuda a honrar seus compromissos existentes e lhe dá a oportunidade de cumpri-los adequadamente. Quando você aprende a dizer não quando necessário, você libera seu tempo e energia para as coisas que mais importam em sua vida.

4. Não se defenda dos elogios.

É muito comum que a maioria de nós, ao receber um elogio, imediatamente responder como poderíamos ter feito aquilo melhor ou até mesmo dizer que aquilo não é nada demais.

Essas reações, no entanto, podem ter um efeito negativo sobre nossa autoconfiança, nossa carreira e até mesmo nossos relacionamentos.

Se você trabalha duro em alguma coisa, por que descartar qualquer feedback positivo que venha de forma merecedora? Quando você aprende a aceitar elogios, você ganha junto com eles um aumento na sua autoestima e passa não só a se sentir melhor mas também se atenta a espalhar esse sentimento elogiando os que estão com você.

5. Faça e receba comentários críticos.

“Todos nós precisamos de pessoas que nos darão feedback. É assim que melhoramos “- Bill Gates

O feedback desenvolve a humildade e autoconsciência e desafia o perfeccionismo. Nem dar nem receber feedback crítico é sempre fácil, mas lembre-se de que nada que valha a pena realmente é. No entanto, se você aprender a estar aberto a criticia, você verá o progresso no seu desenvolvimento de habilidades e no crescimento pessoal como um todo.

6. Admita erros.

A palavra inconfortável não é o bastante para descrever o que sentimos quando fizemos algo errado. Mas quase sempre você pode virar o jogo. A maneira mais eficaz de substituir esse sentimento de fracasso é avaliar adequadamente a situação e a partir disso começar com a solução.

 

Para que sejamos profissionais de verdade, devemos assumir a responsabilidade de entender nossos sucessos e nossos fracassos. Aprender a admitir os erros o ajudará a ganhar respeito e, dessa forma, os outros também serão influenciados a admitirem seus erros e tudo isso passa a não ser mais visto como algo grave, afinal todos cometem erros mas são poucos os que possuem a dignidade de aprender com eles.

7. Comece a fazer networking, mesmo que com pequenas conversas.

Estudos mostram que uma maioria esmagadora de empregos são encontrados através de redes, e a conversa é onde tudo começa. Você nunca sabe realmente onde ela pode te levar, isso torna você mais experiente (sim, mesmo que esteja em um assunto em que você não tenha interesse), abre seus olhos e, finalmente, você realmente não tem escolha. É um elemento crítico de qualquer profissão.

Para que você tenha essas pequenas conversas, aprenda a se apresentar aos novos contatos do LinkedIn e do Facebook, talvez pareça chato dizer sua profissão a um estranho, mas ele pode conhecer ou até mesmo ser alguém que precisa de você.

Obviamente isso também se aplica as suas relações presenciais, não tenha medo de se apresentar como um profissional as novas pessoas.

8. Pratique falar em público.

“Existem apenas dois tipos de falantes no mundo. O nervoso e mentiroso”- Mark Twain

Todos sabemos o quão comum é o medo de falar em público. Na verdade, mais da metade da população tem horror a isso. Então, se isso inclui você, saiba que você está longe de estar sozinho. Se você está falando na frente de cinco pessoas ou cinco mil, tornar-se um melhor orador pode ser uma grande vantagem para sua carreira. Não tome apenas a minha palavra: Warren Buffett diz que isso aumentará seu sucesso profissional em 50%.

Embora possa parecer assustador aprender a falar em público, andar de bicicleta também parecia e você conseguiu. Felizmente, existem algumas maneiras bastante simples de começar a exercitar para que você se torne um ótimo orador em público. Talvez você não vá se tornar uma estrela do TED talks, mas você pode conseguir o suficiente para se destacar em reuniões ou até mesmo começar a fazer palestras e workshops com dezenas de pessoas.

9. Vença a procrastinação.

Todos sabemos que quando as coisas ficam difíceis, muitas vezes pode ser mais fácil adiar as tarefas até o dia seguinte. O problema é que “amanhã” geralmente se transforma no amanhã de amanhã e depois no amanhã de amanhã e esse dia nunca chega. Enquanto todos procrastinamos de vez em quando, indivíduos bem-sucedidos fazem algo que a maioria de nós não faz, eles param de desculpar e empurrar o passado.

 

A melhor maneira de vencer a procrastinação é, é claro, nunca deixar isso começar. Escreva as coisas que você “vai fazer amanhã”, crie um cronograma para essas tarefas, mantenha-se responsável e imagine o quão maravilhoso você sentirá quando for realizado.

10. Deixe algumas coisas para trás.

À medida que começamos a investir em nós mesmos e crescemos, nos tornamos mais conscientes das pessoas e das coisas que anteriormente nos impediam. Isso pode estar na forma de um relacionamento ruim, perfeccionismo, inseguranças, noites atrasadas ou um vício em redes sociais. Quando deixamos o que já não nos é útil, criamos espaço para mais produtividade, positividade e sucesso.

 

Há algo que você fez para sair da sua zona de conforto e ter sucesso? Gostaria de saber de você, deixe seu comentário aqui (:

Comentários

comentários

Enviado por Daniel Henrique

Publicitário pela Universidade Regional de Blumenau. Coordenador de conteúdo na Spitze Network.