3 maneiras para aumentar sua renda como freelancer.

Imagine se você pudesse se concentrar mais nos projetos dos seus clientes ou gastar mais do seu tempo com seus próprios projetos sem ter de se preocupar em conseguir novos contatos para futuros jobs ou gerenciar suas vendas enquanto isso.

Isso pode parecer muito bom para ser verdade, mas é possível.

Há freelancers bem-sucedidos por aí ganhando a vida vendendo seus próprios produtos, criando conteúdo e deixando seu site trazer as ligações do cliente para eles. Se você está interessado em fazer o mesmo, então você está lendo o post certo!

1. Dê ao seu site uma finalidade especifica.

A maioria dos freelancers que estão começando nessa carreira pensam que apenas lançando seu site, irão começar a receber solicitações de orçamento e afins. É triste dizer, mas isso está longe de ser verdade.

Se o seu site não induz o visitante a fazer nenhuma ação, é preciso que você o refaça de modo com que o torne intuito ou até mesmo mostre um caminho de fácil interpretação sobre o que você faz e como o cliente pode entrar em contato com você.

Antes de considerar o visual do seu site, é importante saber qual é o seu propósito.

Qual é o objetivo do seu site?

Você deseja trazer mais tráfego? Como você irá fazer isso? Os visitantes não vão apenas aparecer no seu site sem ter um motivo para estar nele, em primeiro lugar.

Imagine todas as coisas que você deseja vender ou serviços que deseja prestar. O que você poderia dar de graça ao seu cliente em potencial que é relacionado ao que você vende? Como você consegue entregar valor para eles dentro desse segmento?

Você pode fornecer algo assim no seu site. Você pode mostrar para eles como seus serviços ou produtos os ajudaria? Se a sua resposta for sim, você já tem o suficiente para começar.

Digamos que agora você tem um blog e ele está gerando diversos views por dia. Maravilhoso, até aqui tudo bem, mas seu blog tem as informações necessárias para que seus clientes entendam de fato o que você está vendendo? Você definiu as suas chamadas para ação para que eles realizem exatamente o que você deseja enquanto navegam?

Um chamado para ação dá ao usuário instruções claras ou uma maneira fácil de realizar a tarefa que você deseja que eles completem. A CTA pode ser um botão ou uma frase no meio do seu texto com um link. Mas seu site deve ter no mínimo uma chamada para ação para que os usuários não simplesmente saiam dele quanto tiverem obtido a informação que desejavam.

Essas coisas devem ser pensadas bem antes do visual do seu site. Pense no conteúdo que irá converter seus visitantes antes de qualquer outra coisa.

Você também pode se interessar por:

2. Use mídias sociais para promover sua marca.

No mundo de hoje, é mais fácil do que nunca criar uma rede com outras pessoas de mentalidade semelhante com a ajuda das mídias sociais.

As redes sociais podem ajudar muito o seu negocio como freelancer e impulsionar muitas oportunidades que você não encontraria fora dali. Mas é preciso separar algum tempo para investir nisso se você deseja obter resultados satisfatórios.

Os resultados irão surgir naturalmente, mas tudo depende de construir relações realmente úteis, se trata de qualidade e nem tanto de quantidade. Prefira ter centenas de seguidores que se envolvem com as suas publicações do que milhares de seguidores que não interagem e só fazem com que seu alcance diminua.

A maior vantagem que você irá encontrar nas redes sociais é a capacidade de se aproximar de pessoas que te inspiram. Você pode desenvolver ainda mais suas habilidades envolvendo-se com essas pessoas.

As redes sociais permitem que você esteja em contato com essas pessoas, independente de onde elas estejam ou o quão ocupadas elas forem. Você pode absorver muito conhecimento fazendo o uso correto delas.

Tenha em mente que tudo o que você compartilha mostra aos outros o que você é. E lembre-se de que, como freelancer, você é uma marca ambulante. Se você é um designer gráfico, as pessoas não estão interessadas em seguir seu perfil de negócios para saber aonde você janta toda noite. Em vez disso, compartilhe o andamento dos seus projetos, coisas que está lendo e o que planeja para o futuro.

Seja comedido ao compartilhar suas coisas pessoais, é claro que como freelancer, as pessoas também sentem interesse em saber como você é como pessoa, mas cuidado para não exagerar. Encontre um equilíbrio entre essas coisas e então sua relação com seus seguidores será perfeita.

Dê aos seus seguidores um bom motivo para continuar seguindo você, dessa forma, eles irão passar a recomendar seu perfil para mais amigos.

3. Diversifique suas fontes de renda.

Ser freelancer não é algo que garante sucesso rapidamente e também não é um caminho fácil.
Por se tratar de uma carreira bastante incerta até você conseguir uma base de clientes considerável, é interessante pensar em outras formas de incrementar sua renda.

Um grande objetivo para boa parte dos freelancers é não depender exclusivamente de algum cliente em especifico para obter sua renda. Para diversificar suas fontes de renda, você deve pensar em construir mais do que uma simples base de clientes, você deve pensar em, além de serviços, produtos que possam gerar renda adicional e não demandem muito do seu tempo para que sejam vendidos.

Pense nas habilidades que você possui e então imagine como você pode aproveita-las para criar uma renda extra. Você é bom em ilustrar? Você pode criar canecas, telas, camisas ou até mesmo criar um curso de ilustração.

Existem plataformas de fácil acesso para que você comercialize seus produtos, desde produtos físicos até os digitais. Se você acha essa ideia de criar produtos para incrementar sua renda, separe um tempo do seu dia para pensar exclusivamente nesses novos projetos.

Cada dia você não tem algo online para vender, é uma oportunidade potencial de perda de renda.

Assine nossa newsletter

Tente diversificar sua renda com essas idéias:

  1. Blogger: você pode cobrar para escrever em blogs de terceiros como convidado. Escrever pode ser algo bastante demorado e exigir bastante atenção, mas você pode ser pago pelo tráfego que gerar ao longo do tempo. Também existem plataformas em que você escreve um post e é pago por isso uma única vez;
  2. Produtos digitais: como já dito antes, não é difícil usar suas habilidades para construir produtos e vendo-los na internet. Essa é uma renda que deve rodar no background enquanto você resolve outras coisas, também pode ser chamada de renda passiva;
  3. Info produtos: um info produto pode ser um e-book, uma vídeo aula ou qualquer coisa da qual você consiga montar e não haja necessidade de possuir uma forma física. É algo que o usuário paga e consome imediatamente. Além de tudo, isso pode fazer com que seus clientes te olhem com bons olhos, uma vez que percebem que você é inteligente o suficiente não só para realizar suas tarefas, mas também para repassar conhecimento;
  4. Softwares e aplicações WEB: esse tipo de produto é um pouco mais limitado aos desenvolvedores (ou você pode idealizar e pagar para que alguém o construa de fato). Você pode construir plugins para WordPress, por exemplo. Se você tiver tempo o suficiente para desenvolver produtos como esse, pode facilmente trocar a sua necessidade de obter clientes e dedicar a maior parte do seu tempo para tarefas como essa;
  5. Produtos físicos: boa parte dos freelancers são capazes de criar produtos físicos, até mesmo artesanais. Isso pode ser uma camiseta ou até mesmo algo mais complexo que exija ser feito por encomenda.

Conclusão:

É claro que nenhum desses métodos é feito como mágica. É preciso que você planeje e tire um tempo para desenvolver tudo isso. Mas você pode começar aos poucos, criando algo pequeno e idealizando algo maior. Quando perceber, sua renda já estará com um volume bem maior do que está hoje.

Comentários

comentários

Enviado por Daniel Henrique

Publicitário pela Universidade Regional de Blumenau. Coordenador de conteúdo na Spitze Network.