Planeje seu crescimento pessoal!

Às vezes caminhamos sem sequer ter um bom rumo definido, então quando você olha pra trás, por mais que tenha feito muita coisa, parece que não fez nada, que não cresceu em nada.

Quando você domina a situação e passa a planejar seu crescimento, toda essa realidade muda. Pois você terá em mente onde está agora e onde deseja chegar em um determinado espaço de tempo.

Para te ajudar, separamos algumas dicas nesse post. Vamos lá.

Motivação.

As motivações são fundamentais para o crescimento. Se você sabe o que o motiva a fazer o que você faz, você pode se concentrar nos esforços de crescimento mais significativos.

Pense no que motivou você nos JOB’s dos quais mais gostou de fazer. Tente listar pelo menos três motivações. É preciso que você dedique tempo para isso, a fim de chegar em um nível de reflexão elevado e obter respostas verdadeiras.

Depois de descobri-las, você pode também dividi-las com alguém que possa te auxiliar na sua jornada de crescimento.

Valores.

Da mesma forma que você observou suas motivações, é preciso observar seus valores. Enquanto as motivações podem mudar da água pro vinho, os valores possuem raízes mais profundas e períodos de vida muito mais longos.

Seus valores devem nortear suas decisões. Nesse contexto, os valores podem ajudá-lo a aceitar ou negar propostas e escolher quais oportunidades você quer arriscar.

Forças e fraquezas.

Depois que suas motivações e seus valores forem bem definidos, é hora de partir para suas forças e fraquezas atuais. Geralmente, esse exercício é usado em planos de crescimento para ajudar a estabelecer uma linha que serve como base. Se você sabe onde está hoje, você pode, a partir disso, detectar oportunidades de crescimento e planejar onde deseja estar no futuro.

Objetivos.

Depois de estabelecer suas forças e fraquezas, é hora de estabelecer suas metas de crescimento. Vamos estudar a técnica “Objectives and Key Results” que é usada nos escritórios do Dropbox.

Nesse modelo, você define 3 objetivos, cada um com 1-2 resultados chave. No final de um espaço de tempo (recomendado que seja trimestral) você classifica os resultado. Depois de definir seus objetivos e suas chaves, é hora de copiá-los e colá-los junto à sua lista de tarefas. Se você realizar a revisão deles pelo menos uma vez por semana, essa é uma ótima maneira de manter a técnica sempre em mente e garantir que tudo funcione.

  • Quais são os objetivos que você gostaria de alcançar nesse trimestre?
  • Quais são os seus resultados chave para cada um deles?

Energia.

No inicio, todos nós -ou quase todos- pensamos que crescimento é sobre transformar pontos fracos em fortes. Embora seja verdade, crescimento vai além disso. Crescer também é descobrir e otimizar as coisas das quais te dão energia.

Preste atenção nos processos que te conferem dinamismo e então tente fazer mais disso e menos de todo o resto.

Saber quais atividades estimulam e drenam sua energia é importante para o crescimento. Se você transformar uma fraqueza em uma força, você ganha habilidades, mas ainda pode drená-lo.

Alternativamente, você pode duplicar suas forças não realizadas para aumentar a energia e compensar algumas de suas atividades mais drenantes.

Você também pode se interessar por:

Meditação.

Uma vez que uma grande parte do crescimento é o foco, é útil exercitar o foco com a meditação. Mas como você pode introduzir a meditação em sua rotina diária?

Você pode procurar vídeos de ajuda no YouTube, existem vários canais que podem ajudar você. Também é possível baixar o app Zen no seu SmartPhone, o zen é um aplicativo pago, mas algumas meditações estão disponíveis na versão free

Assine a nossa newsletter

Hábitos proativos.

Por último, mas não menos importante, um estilo de vida mais proativo pode ajudar a promover o crescimento. Uma forma útil de tornar-se mais proativo é limitar as notificações. Eu me beneficiei de desligar todas as notificações no meu telefone, exceto mensagens de texto e eventos do calendário. Eu também coloco o meu telefone em silêncio todas as noites.

 

Conclusão:

Planejar seu crescimento é algo bastante benéfico e consideravelmente fácil. Você pode aproveitar a segunda parte de 2017 para elaborar seu planejamento e medir os resultados no final do ano. De certeza, sempre há ganhos, o que falta é relatar. Mas conferindo seus resultados, fica muito mais fácil sentir orgulho de si, e isso pode ser algo bastante motivador para que resultados ainda melhores sejam obtidos posteriormente.

Comentários

comentários

Enviado por Daniel Henrique

Publicitário pela Universidade Regional de Blumenau. Coordenador de conteúdo na Spitze Network.