O que fazer quando um cliente não paga?

Essa com certeza é uma situação muito chata, porque ao mesmo tempo em que você não quer ser antipático, você sabe que esse é um direito seu e que o mesmo deveria ser cumprido conforme o acordado entre vocês.

Quando seu cliente entra em uma situação de dívida com você, certamente o mesmo não fez por mal, afinal você também não gostaria de dever algo à alguém e ser cobrado por conta disso. Mas as coisas se agravam quando você é freelancer e não possui uma renda fixa e aquele cachê tem um papel importante no seu orçamento. Depois da primeira semana de atraso o sangue já deve começar a subir e você começa a pensar em estratégias para cobrar o seu cliente sem ofende-lo ou chatea-lo.

Antes de executar qualquer ação você precisa aceitar que se você não fez com que seu cliente assinasse um contrato, talvez você nunca mais receberá toda aquela quantia, é um pouco revoltante, mas é a realidade.

Agora que já não há mais tanto a perder, vamos pensar em algumas formas de cobra-lo.

Primeira ação: comece de forma amigável. Prefira usar o e-mail do que o WhatsApp para manter tudo formalizado. E então envie uma mensagem como esta:

“Boa tarde, [nome do seu cliente aqui]. Tudo bem por aí? Percebi que meu pagamento está um pouco atrasado, houve algum problema? Caso haja algum, peço que me mantenha informado (:

Abraços!”

Refresque a memória do seu cliente, ele pode realmente ter só esquecido. Caso ele não responda dentro de 24 horas, faça uma ligação pelo telefone. Se ele não atender, paciência. Vamos ter que partir então para a segunda parte.

Segunda ação: seja um pouco mais direto, mostre um pouco mais de urgência. Lembre-se de formalizar tudo por e-mail.

“Boa tarde, [nome do seu cliente aqui]. Não obtive resposta sobre o pagamento, te liguei mas penso que você não viu minha chamada. Posso te ligar em um outro horário para resolvermos isso?

Abraços!”

Ligue para ele algumas horas depois e diga quais são as pendências e ao que se referem. Pergunte quando poderão acertar isso. Exija uma data.

Caso ele não atenda ao seu contato, vamos precisar realizar mais uma ação.

Terceira ação: agora você já entendeu que seu cliente prefere te ignorar do que resolver da forma mais fácil. Caso o serviço que você presta seja recorrente, pare de o fazer e envie outra mensagem.

“Boa tarde, [nome do seu cliente aqui]. Estou tendo dificuldades para entrar em contato com você e precisamos resolver algumas pendências para que eu possa continuar realizando o meu trabalho.

Estou aberto à negociações. Podemos dividir o valor em algumas parcelas ou posso te conceder um desconto caso consiga efetuar o pagamento hoje.

Peço desculpas caso haja algum mal entendido.

Abraços!”

Se mesmo assim o cliente tomar um chá de sumiço e nunca mais te responder, você ainda tem três escolhas:

  1. Aceitar a perda;
  2. Continuar no seu monologo até que ele responda;
  3. Recorrer à justiça para receber o que o seu cliente deve.

Se escolher a terceira opção, faça algumas observações como: a quantia vale o esforço? Esse cliente tem contato com meus outros clientes (ele pode inventar sua própria versão da história e queimar seu filme).

Se você pensa que a ação é válida, saiba que quando o cliente não paga por um serviço, cabe ação monitória ou ação de cobrança. Um post do portal Jusbrasil pode te ajudar com isso: Prestei um serviço e agora o cliente não quer pagar, o que eu faço? 

Para evitar que situações chatas como essa voltem a acontecer, certifique-se de fazer contratos extremamente detalhados e exija que o cliente o assine antes de dar inicio ao seu trabalho.

Já passou por algo parecido ou tem alguma dica? Sinta-se à vontade para comentar. 😀

Comentários

comentários

Enviado por Daniel Henrique

Publicitário pela Universidade Regional de Blumenau. Coordenador de conteúdo na Spitze Network.